Follow by Email

Mensagens populares

Número total de visualizações de página

sábado, 12 de janeiro de 2013

Mais 10 fatos extraordinários sobre os sonhos


10. O CÉREBRO PERMANECE ATIVO ENQUANTO A PESSOA SONHA


Estudos mostram que existe muita variação na atividade cerebral durante o sono, que tem cinco estágios: os estágios 1 ao 4 e o estágio final, conhecido como sono REM. Com o desenvolvimento de novas tecnologias, cientistas descobriram nos anos 90 que algumas áreas do cérebro ficam extremamente ativas durante o sono REM, mais do que quando a pessoa está acordada. Pesquisas mostraram que algumas áreas visuais do córtex cerebral, além do sistema límbico do cérebro, trabalham intensamente durante os sonhos.

9. OS ANIMAIS E OS SONHOS


Durante os sonhos uma área do cérebro é responsável por paralisar o nosso corpo, para que não representemos o sonho com nosso corpo. Pessoas que tem problemas nesta área do cérebro tendem a machucar-se muito durante o sono, chegando ao ponto de terem que ficar isoladas de noite em um quarto sem móveis.
Alguns experimentos realizados em gatos e cachorros, em que esta área do cérebro foi removida, mostra os animais atuando como costumam fazê-lo quando estão acordados, caçando e brincando.

8. A MACONHA E OS SONHOS

Muitas pessoas que usam maconha afirmam não ter sonhos, mas depois que param de usar a droga afirmam ter sonhos extremamente vívidos e intensos. Isto também ocorrem com fumantes quando param de fumar. Um experimento realizado em 1975 comparou o padrão de sono entre usuários de maconha e não-fumantes. Os resultados mostraram que, sob o efeito de THC, a substância ativa da maconha, os usuários têm menor movimentos nos olhos e menos sono REM. O estudo também mostrou que, quando o efeito do THC acaba, o sono REM é intensificado.

7. SONHOS ÉPICOS


Os sonhos épicos são extremamente vívidos e podem até mudar a vida de uma pessoa. Eles são tão realistas que muitas vezes mudam a perspectiva da pessoa sobre várias coisas. Pessoas que tiveram este tipo de experiência muitas vezes afirmam que o sonho tem uma “trama” contínua completamente diferente da sua vida real.


6. DIFERENÇAS NOS SONHOS DE HOMENS E MULHERES


Vários estudos mostram as diferenças dos sonhos de homens e mulheres: já foi provado que mulheres costumam sonhar com pessoas dos dois sexos normalmente, mas os homens costumam sonhar com 67% mais homens do que mulheres. Os sonhos femininos costumam ser mais longos e incluem conteúdos mais emocionais, enquanto os masculinos incluem mais violência, carros e estradas. A média é que 8% dos sonhos de ambos sexos envolvam atividade sexual. É claro que todos estes estudos são realizados com percentagens aproximadas e não são verdadeiros para todas as pessoas.

5. PARALISIA DO SONO


Esta condição afeta muitas pessoas, e é diretamente relacionada ao estágio de sono REM. As pessoas que têm esta experiência acordam durante o ciclo REM, mas seu corpo continua paralisado. A pessoa fica semi-consciente, mas não consegue se mexer, e permanece sonhando. A paralisia do sono deixa a pessoa ciente do que acontece, mas sem ação, e pode ser acompanhada por fortes alucinações e sensação de perigo. Antigamente as pessoas costumavam alucinar com demônios que sentavam em seu peito e não deixavam se mexerem, hoje muitas histórias de abduções alienígenas são explicadas como casos extremos de paralisia do sono.


4. PESADELOS VS. TERROR NOTURNO



O pesquisador estadunidense Ernest Hartmann é especializado em pesadelos. De acordo com suas pesquisas, o tema mais comum de pesadelos são perseguições. Esse tipo de sonho é mais comum em crianças entre três e quatro anos ou sete e oito anos. Aproximadamente 5 a 10% das pessoas têm pesadelos uma vez por mês ou mais freqüentemente. Segundo os estudos de Hartmann, os pesadelos geralmente têm ligação com atividades diárias e indicam medo ou ansiedade.
O terror noturno, por sua vez, é muito diferente do pesadelo. Ele acontece durante as primeiras horas do sono, antes do estágio REM. A pessoa que sofre com o terror noturno costuma gritar e destruir coisas, tem dificuldade para acordar e não lembra muito do sonho que estava tendo. Crianças de dois a seis anos costumam ter maio propensão a sofrer com o terror noturno, que afeta aproximadamente 15% das crianças.
3. SONHOS FAMOSOS




Mary Shelley criou o personagem Frankenstein depois de um sonho com o monstro. Elias Howe, criador da máquina de costura, afirmou ter tido a ideia da invenção depois de um sonho em que um grupo de canibais tinham lanças com buracos na ponta. O cientista Friedrich August Kekulé descobriu a aparentemente impossível estrutura química do benzeno (C6H6) depois de ter um sonho em que uma cobra comia o próprio rabo.
Em 1953, James Watson e Francis Crick descobriram a estrutura do DNA, e Watson depois afirmou que a ideia surgiu após um sonho com uma série de escadas em espiral. Por fim, outro assombroso sonho famoso é o do ex-presidente estadunidense Abraham Lincoln, que contou à sua esposa que teve um sonho em que um caixão era velado por centenas de pessoas. No sonho, alguém lhe disse que o presidente havia sido assassinado, isso poucos dias antes de Lincoln ser assassinado, em 1865.


2. RONCO CRÔNICO PODE CAUSAR PROBLEMAS DO SONO


O ronco é problema para milhões de pessoas, e pode até causar distúrbios durante o sono. Muitas pessoas que sofrem com o ronco crônico também têm problemas durante o sono REM. Durante este estágio do sono, o corpo fica com a respiração irregular, a pressão sanguínea aumenta, e o corpo é afetado com sonhos vívidos e paralisia. As pessoas que sofrem com o ronco costumam sofrer com um distúrbio durante o sono REM, em que não ficam paralisados durante os sonhos, e por isso reagem fisicamente aos sonhos. Não é incomum que essas pessoas falem, gritem, chutem e dêem socos durante o sono e não lembrem de nada no dia seguinte.
O ronco crônico também causa diversos problemas de saúde a longo prazo como aumento de chance de desenvolvimento de algum tipo de demência e problemas cardíacos.

1. SONHOS VIVIDOS AJUDAM NO APRENDIZADO


O sono REM começa quando sinais são enviados pela base do cérebro para o córtex cerebral, que é responsável pelo aprendizado e pela organização de informações. O sono REM ativa as partes do cérebro que utilizamos para aprender, o que pode explicar por que crianças têm um sono REM muito mais longo que adultos. Além disso, este estágio do sono aumenta a liberação de proteínas no cérebro, e estudos já demonstraram que as pessoas aprendem e lembram de mais coisas quando têm o estágio REM durante o sono.
Estudos comprovam que geralmente sonhamos sobre as atividades do dia, mesmo que não lembremos de tais sonhos. Os sonhos interconectam as memórias sobre as atividades recentes, misturando imagens análogas com coisas similares que já conhecemos permitindo que, no dia seguinte, melhoremos nossa performance durante aquele tipo de tarefa.

Sem comentários:

Enviar um comentário